• Margarida Ferreira Pinto

Posso visitar um familiar idoso residente num lar?

Atualizado: Mai 23


Dia 22 de maio, Dia do Abraço. Dia em que muitos idosos gostariam de receber um abraço dos seus familiares. Abraço que, com toda a certeza, os iria revitalizar e mantê-los mentalmente mais fortes e saudáveis.

De facto, uma das piores consequências da pandemia da COVID-19 é, sem dúvida, a solidão provocada junto dos mais idosos que foram aconselhados a resguardar-se em casa ou mesmo aqueles que estando em lares de idosos, não puderam receber visitas de familiares.


Contudo, a partir do dia 18 de maio, as visitas de familiares aos lares de idosos foram autorizadas uma vez por semana, com limitação de tempo.


De acordo com o nº1 do art. 23º do Anexo da Resolução do Conselho de Ministros nº 38/2020São permitidas visitas a utentes de estruturas residenciais para idosos, unidades de cuidados continuados integrados da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados e outras respostas dedicadas a pessoas idosas, bem como a crianças, jovens e pessoas com deficiência, desde que sejam observadas as regras definidas pela DGS”.


Porém, nos termos do nº2 do art. 23º “Mediante avaliação da situação epidemiológica específica, pode ser determinada pela DGS, em articulação com a autoridade de saúde local e coordenadamente com o membro do Governo responsável pela área da saúde, a suspensão de visitas à instituição por tempo limitado”.


Acredito que desde que sejam respeitadas todas as regras definidas pela DGS, conseguiremos voltar a estar presentes na vida daqueles que são um exemplo de sabedoria para todos e com quem ainda temos tanto para aprender.

  • Facebook ícone social
  • Instagram